Tag Archive | intercâmbio no exterior

Ciências sem fronteiras um salto para o Brasil e para o seu futuro

Você já se imaginou estudando em uma universidade de ponta no exterior com as despesas custeadas através de uma bolsa oferecida pelo governo federal? Pois bem, o novo programa do atual governo visa enviar até 2014 cerca de 100 mil estudantes para fora do país em uma tentativa de alavancar as ciências no país. E talvez você só precise de um intercâmbio nos Estados Unidos para fazer parte do programa.

 

ciencia sem fronteirasCom um orçamento de 3.4 bilhões de reais, a iniciativa faz parte do plano de crescimento na area educacional proposto pela gestão atual, e prioriza áreas em que o país ainda sofre com a escassez de cérebros como ciências exatas, tecnologia, energia e biologia. A expectativa é que este investimento ajude a lapidar as mentes pensantes do país, atualmente em falta no mercado brasileiro. A idéia vem de exemplos de potências mundiais como Japão, Coréia do Sul, e mais recentemente a China, e como afirma o doutor em ciências Glaucius Oliva, presidente do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico, “formar gente tão gabaritada é a única forma de tornar o país verdadeiramente apto a dar grandes saltos na economia”.

harvard entrada

O público alvo são estudantes com pelo menos 40% da graduação concluída, bom rendimento acadêmico, participação em projetos de pesquisa e claro domínio do idioma do país de destino, com preferência para a língua inglesa. Dentro deste âmbito, os estudantes que desejam participar do projeto, precisam estar com os conhecimentos de inglês elevados, e não há forma melhor de atingir a proficiência do que fazer um curso de inglês no exterior.

 

Além das vantagens óbvias de evoluir rumo à fluência na língua inglesa, um intercâmbio pode ser uma experiência teste, de curta duração, para que você se prepare e comece a se adaptar para uma vivência mais longa (algumas com duração de 4 anos) no exterior. Você poderá ter uma noção prévia sobre como conviver com diversas culturas, como se adaptar a outros ritmos de ensino, e claro, como se inserir e interagir com pessoas de outras nacionalidades.

universidade cornell

No final, o programa Ciências sem Fronteiras poderá ser decisivo para o desenvolvimento do nosso país e consolidação no cenário internacional como potência. Para você, poderá ser uma experiência de igual importância no seu crescimento profissional, acadêmico e pessoal, e que poderá ser auxiliado através de um intercâmbio Estados Unidos previamente como forma de preparação para o futuro.

Os prós e contras de um intercâmbio no exterior

Largar tudo para ir morar no exterior não é uma decisão fácil e que se toma do dia para a noite. Costumeiramente ouvimos falar sobre os inúmeros benefícios de aprender um idioma fora do país, e hoje vamos tentar levantar um pouco dos prós e contras para você que está interessado em fazer um intercâmbio para os Estados Unidos ou qualquer outro país.

Primeiramente, vamos tratar da questão do aprendizado do idioma. É óbvio, e de conhecimento geral que o seu progresso em uma língua acontecerá de forma muito mais rápida se você estiver praticando diariamente. Porém, mesmo que você faça aulas de inglês todos os dias aqui no Brasil, estude todas as tardes, você será incapaz de acumular os benefícios de ir para o exterior aprender o idioma. Isso por que mesmo estudando e se dedicando fielmente, você não estará vivendo em um ambiente de um só idioma, e seu cérebro não irá assimilar esse idioma de forma completa. Em um ambiente de imersão, pelo contrário, você estará falando inglês basicamente o dia todo, em todas as situações, e mais, dependendo disso para manter a sua vida. Em um supermercado, no metrô, pedindo comida em um restaurante, basicamente tudo que você tem que fazer necessitará o uso do idioma, e isso é o que faz o seu aprendizado ser tão rápido.

Outro ponto alto de um intercâmbio são os novos amigos que você fará. Claro que em um curso de idiomas no Brasil você também conhecerá pessoas diferentes e que podem até se tornar amigos. Porém você nunca encontrará pessoas em situações extremamente semelhantes a sua, longe dos amigos, da família, e enfrentando todas as dificuldades que você enfrentará. Esse cenário irá proporcionar um elo de amizade entre você e seus colegas, que transformará a relação de vocês em algo muito mais forte do que apenas “amigos de turma”. Além disso, seus colegas vão ser de diversos países diferentes, com culturas e histórias diferentes para lhe contar.

No entanto, nem tudo são flores em um intercâmbio, e você precisará estar pronto para enfrentar os problemas que surgirão. No exterior, você estará sozinho e não terá como contar com a ajuda de parentes e amigos (de certa forma). Outra contra de um intercâmbio é a distância, principalmente com familiares e em namoros, que acaba prejudicando, mas não significando o fim definitivo, uma vez que diversos casais conseguem superar esse momento de forma relativamente tranqüila.

Por incrível que pareça, em termos de investimentos os intercâmbios saem mais baratos que os cursos de idiomas no Brasil. Para você conseguir chegar ao nível equivalente de 3 meses de estudos de inglês nos Estados Unidos, você precisará se dedicar muito no Brasil e fazer muitas aulas, o que custará bastante dinheiro, e dificilmente será uma experiência significativa e inesquecível como um intercâmbio no exterior.

Compras? Conheça um pouco mais sobre a Black Friday

Com o crescimento da internet e também com o aumento das compras online por parte dos brasileiros, uma tradicional data do comércio americano começou a ganhar notoriedade no Brasil. O Black Friday, que desde 2005 se caracteriza como o dia mais movimentado para o comércio americano vem se tornando uma data popular para nós. Se você busca fazer um intercâmbio Estados Unidos, se prepare e economize para o dia após o Thanksgiving Day, pois ali você conseguirá ótimas barganhas!

A origem do termo não é totalmente precisa, e muitos comerciantes se opuseram ao nome por se tratar de um termo negativo. Porém, o que se sabe é que a denominação “Black Friday” (originalmente usada para descrever uma crise econômica no mercado do ouro americano em 1869) surgiu na Philadelphia, por volta dos anos 60, quando a polícia local utilizava tal termo para a descrever o caos que tomava a cidade, principalmente no trânsito e também nas calçadas e portas de lojas. Por volta de 1975 o termo começou a ser utilizado em outras cidades e por outros meios de comunicação do país de forma gradativa, até a sua total difusão nos anos 90.

Apesar de atualmente ser a referência na abertura da temporada de compras dos Estados Unidos, a “Black Friday” só entrou na lista dos dias mais movimentados do comércio americano na ultima década. Em 2003 ela alcançou pela primeira vez o topo da lista, figurando em segundo lugar em 2004, e retornando ao primeiro em 2005 e lá se estabelecendo desde então.

Durante muitos anos as lojas abriram por volta das 6:00 da manhã para atender a enorme demanda de clientes, porém com o aumento da popularidade da data, muitas lojas adotaram posturas mais agressivas, abrindo as 5:00, 4:00 e mais recentemente até as 12:00 da quinta feira anterior. Apesar de não ser um feriado oficial, muitas empresas (que não trabalham com venda direta para clientes) optam por enforcar o feriado (quinta com o Thanksgiving até o domingo), aumentando consideravelmente o número dê potenciais compradores na sexta feira.

Com a popularidade da internet, a “Black Friday” evoluiu e se expandiu para os seguintes dias, surgindo o “Sofá Sunday” (relacionado a compras online no domingo seguinte), e a Cyber Monday (barganhas conseguidas na segunda feira sobre as sobras da Black Friday). E se você pretende estudar inglês nos Estados Unidos, tenha em mente os meses de novembro e dezembro, para aproveitar todo o charme da “holiday season” e também as excelentes ofertas da “Black Friday”.

Convença seus pais a te deixar fazer intercâmbio!

Estudar no exterior é o sonho de muitos jovens brasileiros e é uma excelente oportunidade de ter uma vida independente e complementar os estudos. A maioria dos estudantes brasileiros tem preferência por inglês e por isso optam por intercâmbio Canadá, além de outros destinos como Irlanda, Estados Unidos e Inglaterra, porém muitos pais ainda têm medo de deixar os filhos irem para tão longe, principalmente pelo desconhecimento. Se esta é a sua situação, siga lendo o nosso artigo para que consiga convencê-los.

 

Primeiramente, você deve se planejar bem e mostrar a eles que seu desejo não é uma coisa passageira e infantil. Pesquisar diferentes vôos, horários e destinos lhe ajudará a ter mais propriedade na hora de convencer-los. Pesquise sobre segurança, clima, localização da escola e hospedagem, pois você será bombardeado com perguntas deste tipo e se já tiver a resposta na ponta da língua, ponto positivo para você. Em seguida, é bom que você tenha um planejamento de quanto pretende gastar. Você não precisa entrar em detalhes, mas muitos pais tem medo que os filhos gastem todo o dinheiro nos 2 primeiros dias e por isso é bom mostrar maturidade nesta hora.

Tente mostrar para eles a vantagens de estudar no exterior para o seu crescimento pessoal e profissional. Tente sempre se mostrar aberto a conselhos e perguntas, já que mesmo que seus pais abracem a idéia, eles se sentirão na obrigação de dar sugestões e exigir algumas coisas. Lembre-se também que para eles será uma situação tão inédita quanto para você e tente confortá-los em relação a distância argumentando que atualmente a tecnologia proporciona momentos de proximidade mesmo a milhares de kilômetros de distância, através de e-mails, Skype e Smart Phones.

Se você tiver respostas coerentes para as perguntas dos seus pais, não haverá motivo para que não te deixem ir. Na internet você poderá encontrar milhares de notícias e artigos comprovando a importância de um intercâmbio na vida de um estudante, e seus pais devem estar cientes disso. Se você fizer tudo de acordo com este guia, só lhe restará arrumar suas malas e embarcar para o seu intercâmbio no Canadá, Estados Unidos ou qualquer outro destino que você queira conhecer! Boa viagem!