Tag Archive | interCâmbio estados Unidos

Dia de Superbowl nos EUA

Acontece hoje a grande final de futebol americano nos Estados Unidos. Depois de 4 longos meses de jogos na temporada regular e mais um de play offs , os dois grandes finalistas campeões da Liga Americana e Liga Nacional se enfrentam em uma final que já está para a história. Se você pretende fazer um intercâmbio nos Estados Unidos, conheça um pouco mais sobre o dia mais importante dos esportes no país.

superbowl

O jogo foi criado nos anos 60 para definir o verdadeiro campeão nacional entre as duas ligas rivais NFL e AFL, antes da fusão em 1970. A partir de 70, as ligas se transformaram em conferências (AFC, e NFC), havendo um realinhamento dos times, seguido de uma expansão.

 

Os números do Superbowl são astronômicos, sendo em termos de publicidade o evento mais caro do mundo há muitos anos. Boa parte das empresas se preparam ao longo do ano para lançar um comercial especifico para o intervalo da partida. Os intervalos são acompanhados pelos americanos com tanto entusiasmo quanto o jogo. Em termos de consumo, a grande final fica apenas atrás do Thanks Giving Day nos Estados Unidos.

 

Beyonce irá comandar o espetáculo do intervalo neste ano

Beyonce irá comandar o espetáculo do intervalo neste ano

Para os americanos, assistir ao Superbowl, mesmo que o seu time não esteja jogando é um evento respeitável. A maioria das famílias gosta de se reunir com amigos e fazer um churrasco, regado a hamburger, cachorro quente, cerveja e muitos petiscos para acompanhar o duelo dos dois melhores times do ano. Geralmente as famílias se reúnem por volta do almoço, quando as transmissões nos canais esportivos se iniciam. Para as mulheres cabe preparar parte dos lanches, enquanto os homens se distraem com a bola de futebol americano, comandando a churrasqueira, e comentando sobre o jogo enquanto bebem cerveja.

churrasco superbowl

Se você estiver no Brasil, poderá assistir ao Superbowl através do canal Esporte Interativo, que fará a transmissão via parabólica, internet e 3g. Nos canais por assinatura ESPN e ESPN+ você poderá curtir a cobertura completa dos eventos, inclusive assistindo no idioma original, em inglês, para já ir se preparando para o seu intercâmbio Estados Unidos.

Seriados nas principais cidades americanas

Você é daquelas pessoas que adora assistir seriados americanos? Se sim, aproveite seu gosto pelas séries americanas para praticar sua fluência no idioma inglês e conhecer algumas das cidades mais interessantes, onde você poderá fazer seu intercâmbio nos Estados Unidos.

 

O apartamento onde viviam os Friends

Muitos dos seriados americanos acontecem em algumas das cidades mais importantes do país, como por exemplo a franquia CSI, que contava com edições em Nova York, Miami, Los Angeles e Las Vegas. Em cada episódio você pode conhecer um pouco mais sobre a vida nessas cidades, e ver alguns dos principais pontos turísticos e atrativos.

 

No caso de Nova York, sem dúvida o seu maior embaixador foi o seriado Friends, que durante 10 anos foi um dos maiores sucessos em termos de sitcom em todo o mundo. Revezando cenários internos e externos, ao longo das temporadas você pode conhecer lugares como Rockefeller Center, Central Park, Madison Square Garden e Times Square. Além dos lugares, a vida dos protagonistas Joey, Chandler, Mônica, Rachel, Phoebe e Ross nos mostrava de forma muito bem humorada um pouco da vida na Big Apple. No entanto, a série nunca chegou a ser filmada de fato em Nova York, fazendo assim um mix entre filmagens em estúdios na Califórnia, e separados em Nova York.

 

A cidade de Miami é muito bem retratada em duas séries policiais, CSI Miami e Dexter. A primeira é sobre uma unidade especial de investigação policial, focada em solucionar os crimes mais complexos que acontecem na cidade. A segunda, um enorme sucesso no Brasil atualmente conta a história de um serial killer que trabalha para a polícia de Miami, e vive aventuras em todos os cantos da cidade.

 

Orla de Atlantic City

Entre as outras cidades retratadas em seriados, temos a Boston, na série Boston Legal. Los Angeles em Two and a half men. Atualmente, a HBO está com a terceira temporada de um seriado chamado Boardwalke Empire, que conta a história da lei seca durante o início do século XX. A trama se passa no litoral do estado de Nova York, em Atlantic City, uma cidade famosa por seus cassinos, que você pode e deve conhecer durante o seu intercâmbio Estados Unidos em NYC.

Geração digital e o inglês

O inglês a cada dia que passa incorpora-se cada vez mais como segunda língua de um grande número de pessoas. Com o crescimento da internet, o uso cotidiano do inglês, principalmente na forma escrita, passou a estar presente em todas as camadas sociais. Todos adquirirem algum nível de conhecimento para utilizar as diversas ferramentas disponíveis on line. O fenômeno de expansão do idioma não albergou, todavia, a expressão oral: sua utilização não expandiu-se significativamente com o advento da internet. Assim, a melhor forma de aprimorar pronúnica e audição, e com isso diferenciar-se de massa de usuários básicos do inglês, continua a ser por meio de um período de  intercâmbio nos Estados Unidos  quando a comunicação oral do idioma efetivamente entrar no seu dia-a-dia.

Os intercâmbios nos Estados Unidos são, ainda hoje, um dos melhores investimentos em educação. Já houve épocas em que o aprendizado do inglês esteve associado a status e era restrito a poucas pessoas. Isto mudou significativamente hoje. As crianças de hoje são “nativas digitais” pois desenvolvem-se num mundo informatizado. Mesmo quem não estuda  de maneira aprofundada o idioma têm acesso ao inglês de forma passiva já que ele reiteradamente está presente nas teclas dos computadores, jogos de videogame, além dos já tradicionais veículos representados pelas músicas e filmes. Assim, com a disseminação promovida pelas novas tecnologias, o estudante do idioma deve buscar o diferencial por meio do aperfeiçoamento trazido pelos intercâmbios.

E porque este diferencial advém do intercâmbio? Ora, aprender um idioma estrangeiro nunca foi tarefa das mais simples. Segundo muitos especialistas, a aprendizagem do segundo idioma segue, em muito, a mesma lógica do aprendizado da língua materna: assimila-se a língua pelo hemisfério direito do cérebro (o lado criativo) e este conhecimento, em seguida, sedimenta-se no hemisfério esquerdo (responsável pelo raciocínio lógico).

O porém, nesse processo, vem da idade: nas crianças os dois hemisférios do cérebro estão interligados, facilitando o aprendizado. Com a separação dos hemisférios na idade adulta, os conceitos já estão formados e o cérebro tende a transferir propriedades da língua materna para a estrangeira. Assim, a imersão num ambiente novo, com novas vivências e experiências torna-se um grande facilitador para o uso da linguagem falada: o conjunto de novas experiências predispõe o cérebro a mais facilmente absorver o novo idioma.


O intercâmbio Estados Unidos, graças à imersão total a que ficam submetidos os estudantes, ainda é o melhor método de aprendizado oral do idioma inglês. Busque, junto à StudyGlobal, o EUA intercambio que melhor se amolde ao seu gosto, e ganhe um diferencial no seu inglês.

Viva a cultura esportiva dos EUA durante seu intercâmbio

Para os amantes de esportes que desejam estudar inglês nos Estados Unidos, se preparem: o que não vai faltar durante este intercâmbio serão oportunidades para assistir partidas dos mais variados esportes e viver a enorme diversidade de modalidades dos EUA, coisa que nós brasileiros estamos pouquíssimos acostumados.

 

A preferência nacional dos americanos é nitidamente a NFL, com números que superam todos as demais modalidades e ainda com um modelo de gestão e marketing extremamente modernos. O grande problema da NFL, no entanto, é que ao longo do ano cada time joga somente 15 partidas da temporada regular, e no máximo, mais 4 da temporada de play offs. Por conta de poucos jogos disputados por cada time, o preço dos ingressos tende a subir, sendo que atualmente a média gira em torno de 84 USD. No entanto, apesar do alto valor dos ingressos, a experiência é inesquecível, principalmente pela paixão e dedicação dos torcedores, a intensidade do esporte e toda a questão cultural das partidas, que inclui até o tradicional churrasco americano (barbecue) no estacionamento do estádio antes das partidas.

Nova York é a cidade com os ingressos mais caros dos EUA

Com preços muito mais acessíveis, a liga de Baseball, MLB, oferece inúmeras oportunidades, com partidas praticamente todos os dias. Por ser um esporte com muito menos desgaste físico, os times podem jogar até 2 partidas no mesmo dia. O fato da temporada regular contar com mais de 160 jogos, se você perder uma partida, fatalmente conseguirá encontrar bilhete para uma próxima no dia seguinte. Além disso, os valores são extremamente acessíveis, sendo que com 20 USD você pode assistir uma partida e comer um delicioso hot dog americano.

 

Terceiro e quarto na preferência dos americanos, muitos times de Hockey e Basquete dividem as mesmas arenas e possuem preços semelhantes. A NBA aparece com a maior discrepância entre equipes, com o NY Knicks cobrando média de 120 USD e o Memphis Grizzlies cobrando média de 25 USD. A NHL oferece bons preços e você pode assistir muitos jogos tanto nos Estados Unidos quanto no Canadá pela bagatela de 20 USD. Tanto as partidas da NBA e NHL são muito interessantes de se assistir, pelo dinamismo das modalidades e pelo envolvimento dos torcedores com os momentos das partidas.

Os amantes dos esportes podem entrar de cabeça na imersão proporcionada por um intercâmbio nos Estados Unidos assistindo partidas das famosas grandes ligas e tentando se envolver no cotidiano das equipes, utilizando isso como uma ótima forma para praticar o inglês também.

Aproveite seu intercambio e conheça as melhores redes de Fast Food do mundo

Quando pensamos na culinária espanhola, italiana, chinesa, japonesa e muitas outras, vários pratos específicos nos vem a cabeça. Mas o que falar então da culinária americana? Obviamente há também muitas opções para se degustar, porém são as mundialmente famosas redes de Fast Food que difundem a preferência nacional. Há diversidade de opções é tanta que muitas vezes você ficará tomado por uma total indecisão na hora de decidir o lugar ideal para uma refeição rápida e barata.

Comida mexicana com ótimo preço e toque americanizado

Diferente do Brasil, onde as redes de Fast Food mundial estão voltadas para a classe média, as redes americanas estão direcionadas para todas as classes, com ofertas das mais variadas possíveis e focando quase que exclusivamente no excesso de comida e na praticidade da refeição. Praticamente todas as cadeias famosas possuem opções de 1 dólar, como o cheeseburger duplo do McDonalds ou o Whoper Junior do Burger King.

Quiznos Subs, uma ótima opçao para quem busca algo saudável e de maior qualidade

Além das cadeias que já conhecemos aqui no Brasil, você pode aproveitar seu intercambio nos Estados Unidos para conhecer outras opções tão boas quanto: Carls Junior, com seu famoso “six dollar burger”, que na verdade custa 3.49 USD. A rede Wendys também é muito famosa e ocupa o quarto lugar nos Estados Unidos em quantidade de lojas. Seu grande diferencial e agente de marketing são seus sanduíches quadrados, que sugerem a idéia de fugir do habitual. Se você gosta da linha Subway de fast food, a rede Quiznos oferece inúmeras opções de sanduíches longo, com enorme variedade para preencher seu pão. Para os amantes de comida mexicana, se preparem, pois em nenhum outro lugar do mundo você provará burritos e tacos a valores tão acessíveis. Tanto a rede Tacobell, quanto a Del Taco oferecem ótimas opções da culinária mexicana com toques americanizados.

Muita gente diz que é difícil manter a forma durante um intercambio Estados Unidos, e com as dicas do post de hoje realmente confirmamos isso. O mais importante é saber balancear as opções e tentar não abusar dos fast foods, principalmente dos tamanhos supersize e das opções de refill infinito.

Compras? Conheça um pouco mais sobre a Black Friday

Com o crescimento da internet e também com o aumento das compras online por parte dos brasileiros, uma tradicional data do comércio americano começou a ganhar notoriedade no Brasil. O Black Friday, que desde 2005 se caracteriza como o dia mais movimentado para o comércio americano vem se tornando uma data popular para nós. Se você busca fazer um intercâmbio Estados Unidos, se prepare e economize para o dia após o Thanksgiving Day, pois ali você conseguirá ótimas barganhas!

A origem do termo não é totalmente precisa, e muitos comerciantes se opuseram ao nome por se tratar de um termo negativo. Porém, o que se sabe é que a denominação “Black Friday” (originalmente usada para descrever uma crise econômica no mercado do ouro americano em 1869) surgiu na Philadelphia, por volta dos anos 60, quando a polícia local utilizava tal termo para a descrever o caos que tomava a cidade, principalmente no trânsito e também nas calçadas e portas de lojas. Por volta de 1975 o termo começou a ser utilizado em outras cidades e por outros meios de comunicação do país de forma gradativa, até a sua total difusão nos anos 90.

Apesar de atualmente ser a referência na abertura da temporada de compras dos Estados Unidos, a “Black Friday” só entrou na lista dos dias mais movimentados do comércio americano na ultima década. Em 2003 ela alcançou pela primeira vez o topo da lista, figurando em segundo lugar em 2004, e retornando ao primeiro em 2005 e lá se estabelecendo desde então.

Durante muitos anos as lojas abriram por volta das 6:00 da manhã para atender a enorme demanda de clientes, porém com o aumento da popularidade da data, muitas lojas adotaram posturas mais agressivas, abrindo as 5:00, 4:00 e mais recentemente até as 12:00 da quinta feira anterior. Apesar de não ser um feriado oficial, muitas empresas (que não trabalham com venda direta para clientes) optam por enforcar o feriado (quinta com o Thanksgiving até o domingo), aumentando consideravelmente o número dê potenciais compradores na sexta feira.

Com a popularidade da internet, a “Black Friday” evoluiu e se expandiu para os seguintes dias, surgindo o “Sofá Sunday” (relacionado a compras online no domingo seguinte), e a Cyber Monday (barganhas conseguidas na segunda feira sobre as sobras da Black Friday). E se você pretende estudar inglês nos Estados Unidos, tenha em mente os meses de novembro e dezembro, para aproveitar todo o charme da “holiday season” e também as excelentes ofertas da “Black Friday”.

Thanksgiving Day, um feriado tipicamente americano

Pense numa comida dos Estados Unidos: provavelmente um hamburguer ou outra comida de fast food é a primeira coisa que lhe veio à cabeça. Mas há lugar para outros pratos na culinária norte-americana e nem só de hambúrguer e batata fritas vivem os brasileiros durante seu intercâmbio para os Estados Unidos. Com um pouco de sorte, pode-se usufruir da experiência de um dia de Ação de Graças  ‑ Thanksgiving Day – e, depois de uma oração conjunta com a sua família local, degustar o famoso prato principal: o peru! Ao fazer seu EUA intercâmbio para os Estados Unidos você poderá saborear de perto essa experiência tantas vezes vistas em filmes e séries de TV.

O Thanksgiving Day é um feriado celebrado nos Estados Unidos e no Canadá em que as pessoas se reúnem com a família e amigos, partilham uma refeição tradicional e expressam gratidão pelas coisas boas da vida. É também uma oportunidade de ajudar outras pessoas na comunidade .

A história do feriado é interessante. Tanto entre a população vinda da Inglaterra quanto entre os nativos americanos era costume expressar gratidão por uma colheita abundante era costume Há registros de que uma celebração de três dias na colônia de Plymouth, em 1621 foi o primeiro Dia de Ação de Graças americano. Os imigrantes ingleses haviam chegado no ano anterior no navio Mayflower sem mantimentos suficientes, o que fez com que boa parte da colônia morresse durante o inverno de 1620-1621. Na primavera, os índios locais ensinaram aos colonos o cultivo de milho e de outros produtos adaptados à região, e também a caçar e pescar e preparar outros produtos locais, como as cranberries.

As boas colheitas do outono de 1621 geraram uma gratidão dos recém chegados para com seus benfeitores wampanoag, e esta gratidão foi expressa mediante um banquete para perus selvagens, patos, gansos, peixes e mariscos, milho, verduras e frutas secas. O Dia de Ação de Graças passou a se repetir anualmente, e hoje é comemorado como feriado nacional na quinta-feira da quarta semana de novembro.

O prato mais tradicionamente consumido na ocasião é o perú e há uma série de ritos desenvolvidos em torno do abate e preparo do galináceo. Um dos eventos mais documentados é o perdão presidencial a um perú, quando o Presidente dos EUA, um dos homens mais poderosos do mundo, vale-se do mandato para livrar o perú de seu trágico destino no Thanksgiving Day.

Para os perús que não têm a mesma sorte, não resta outra alternativa senão a de figurar como principal prato do dia, normalmente se fazendo acompanhar de pão, purê de batata, abóbora, batata-doce e torta de abóbora, maçã ou nozes, entre outras iguarias da culinária norte-americana, que durante seu intercâmbio nos Estados Unidos você poderá conhecer. Portanto, ao planejar seu intercâmbio para os Estados Unidos, saiba que suas experiências gastronômicas irão além dos cardápios tradicionais das fast foods, e prepare-se para saborear algumas receitas tradicionais norte-americanas.