Tag Archive | intercâmbio de inglês

Accent: o inglês e seus diversos sotaques

Passagens compradas, vistos tirados, e você finalmente tem tudo certo para o seu intercâmbio nos Estados Unidos. Você vai fazer uma imersão cultural e aprofundar o seu conhecimento do inglês, vai se aperfeiçoar num segundo idioma. Dito isto, ainda resta uma dúvida: qual inglês, na verdade, você vai aprender?

Você consegue diferenciar os inúmeros sotaques de inglês?

O inglês é hoje língua oficial em cerca de 55 países. Pesquisas apontam que mais de um bilhão de pessoas hoje falam o idioma, como primeira ou segunda língua. Não é de surpreender que diversos sotaques – os accents – afetem, hoje, a forma como a língua é falada e entendida.

O mesmo acontece, em menor grau – há menos falantes – com a língua portuguesa. Não é de todo raro que um brasileiro, quando na Europa, muitas vezes se depare com um lisboeta e se ponha a tentar adivinhar que idioma, raios, aquele gajo está a falar. Por vezes, é mais difícil entender o que fala um português da cidade do Porto do que um espanhol em Madrid.  Nem é preciso, aliás, ir tão longe: há gaúchos que mal entendem o que falam os baianos, e nortistas que se estranham com o linguajar dos paulistas. A respiração, a entonação, o abrir mais ou menos a boca, tudo isto afeta a forma como a língua é falada.

Se muitas vezes podemos enfrentar dificuldades para compreender o que fala alguém que comunga do nosso próprio idioma, o que dizer quando os diversos sotaques afetam a pronúncia de uma segunda língua, como o inglês. As diferenças entre o inglês dos americanos e o inglês britânico são muito comentadas nas escolas brasileiras. Notórios são, também, os sotaques irlandeses, escoceses e australiano, indiano e por aí afora. Mas mesmo num intercâmbio nos EUA você pode se deparar e aprender inúmeras variações: o accent texano é bastante distinto do nova iorquino. Na Flórida, a imensa influência hispânica reflete-se sobre o vocabulário. Há, pois, variadas formas de se falar e entender o inglês e a escolha do seu destino EUA intercambio vai afetar o seu subsequente falar do inglês.

O filme Harry Potter é um dos que conseguimos perceber com facilidade o sotaque britânico.

Se você quiser descobrir mais sobre as diversas variantes da pronúncia do inglês, acompanhe nossas próximas postagens pois voltaremos ao tema mais detalhadamente, abordando outras peculiaridades dos diversos accents e como eles podem influenciar sua escolha de destino para um intercâmbio Estados Unidos.

Boston, a cidade dos esportes americanos

Se você é apaixonado por esportes e sempre teve vontade de fazer um intercâmbio nos Estados Unidos, talvez Boston seja a cidade a se considerar. Como sabemos, os Estados Unidos nutrem uma paixão especial por 4 grandes esportes coletivos e por incrível que pareça, diferente de outras grandes cidades americanas como Los Angeles, Dallas e Washington, Boston conseguiu ser exitosa nas 4 modalidades.

 Comecemos falando do mundialmente famoso Boston Celtics, equipe profissional da NBA e maior vencedora da mesma com 17 títulos. Provavelmente é o time que melhor representa a cidade de Boston, por seu apelo irlandês, e pelo mascote “Lucky the Leprechaun”. Nutre uma rivalidade histórica com o rival da costa oeste Los Angeles Lakers, com confrontos históricos nos anos 80 entre Larry Bird e Magic Johnson, e recentemente repetido entre o trio Garneth, Pierce e Allen contra a equipe de Kobe Bryant.

Não tão vencedor quanto o Boston Celtics, o representante da cidade na Major League Baseball ,o Boston Red Sox é uma equipe com uma das histórias mais ricas e místicas dos Estados Unidos. Entre os 5 maiores vencedores da World Series, a equipe possui uma rivalidade imensurável com os vizinhos de Nova York, o NY Yankees. Foi justo com o Yankees que surgiu a famosa “Maldição do Bambino”, onde a venda da lenda do Baseball Babe Ruth amaldiçoou o time numa seca de títulos da World Series por 86 anos. O fim da maldição veio somente em 2004, quando depois de uma das mais espetaculares viradas do esporte mundial o Red Sox venceu o Yankees na final da Liga Americana (essa conquista é mostrada na comédia “Amor em Jogo” com Adam Sandler) e posteriormente conquistou o título da World Series.

 Cada vez mais popular entre os brasileiros, no futebol americano a cidade é representada pelo New England Patriots, equipe da lenda viva Tom Brady (marido de Gisele Bundchen). Até o final dos anos 90, tida apenas como uma equipe mediana, na virada do século com a chegada de Tom Brady uma transformação ocorreu e a equipe conquistou 3 títulos, disputando no total 5 finais de Super Bowl. Há mais de 10 anos como um dos mais temidos times da NFL, os Patriots seguem colecionando conquistas, batendo recordes e se mantendo no topo, sem dar sinal de que voltarão a ser a mediana equipe dos anos 90.

Segundo maior campeão da NHL nos Estados Unidos, o Boston Bruins, que é a equipe mais antiga dos EUA está atrás somente dos rivais Detroit Red Wings. Com uma torcida frenética e apaixonada (como praticamente todas no mundo do Hóquei), os Bruins retornaram ao topo ano passado após conquistar o título contra o Vancouver Canucks.

Para aqueles que são amantes de esportes o que não faltará em um intercâmbio para os Estados Unidos em Boston serão partidas para assistir, e com os 4 times sempre muito fortes será fácil estar junto com os torcedores comemorando muitas vitórias.

Qual o preço de um intercâmbio?

Muitas vezes quando se fala em intercâmbio, as pessoas costumam se assustar pensando sempre nos mais elevados preços e partindo da idéia de que estudar no exterior é uma das coisas mais caras do mundo. Não se engane, com o passar dos anos as oportunidades aumentaram, as escolas no exterior se adaptaram e atualmente, por exemplo, o preço de um intercâmbio Canadá pode ser menor ou parecido que o de uma viagem de turismo dentro do Brasil!

Sim, você acabou de ler corretamente. Passar duas semanas estudando inglês no exterior, em um país com o Canadá pode custar mais barato do que uma viagem com os amigos para alguma bonita praia do nordeste. Empresas líderes do setor turístico oferecem pacotes para os lençóis maranhenses, por exemplo, por um total de 2 mil reais por 7 dias de viagem. Se transformamos isso em uma viagem de 2 semanas, com dois destinos diferentes (obviamente!!) os valores podem chegar facilmente aos 4 mil reais.

Por outro lado, estudar em uma escola de ponta, em uma cidade com uma das melhores qualidades de vida do mundo como Toronto, se hospedando na casa de uma família canadense (refeições incluídas!!!) por duas semanas custa em média 4 mil reais (Passagem aérea incluída / gastos pessoais não incluídos).  Ou seja, por um preço muito parecido você estará desfrutando de uma das experiências mais ricas que uma pessoa pode ter. E não pense você que as duas semanas serão trancadas dentro de sala de aula estudando inglês. As escolas atualmente utilizam métodos dinâmicos de aprendizado e sabem aliar turismo ao ensino do idioma, por tanto, durante as duas semanas você terá direito a excursões para outros destinos, atividades na parte da tarde e noite (tours pela cidade, visitas a museus, teatros, parques nacionais e etc.), festas, eventos e muito mais.

Por que nao conhecer Toronto e estudar inglês ao mesmo tempo?

Lembre-se que o nosso objetivo não é desmerecer os destinos nacionais (como no exemplo dado dos Lençóis Maranhenses, um lugar de beleza inigualável, e que todo brasileiro deve conhecer), mas sim mostrar a você as facilidades de estudar fora do Brasil atualmente. Começamos o post perguntando o preço de um intercâmbio em Toronto, e respondemos: não tem preço. É uma experiência tão única e que você só poderá saber como é após entrar de cabeça nessa imersão!!

A bela Cidade do Cabo

Cidade do Cabo ou Cape Town é uma alternativa verdadeiramente inovadora para quem deseja aprender inglês e fugir dos altos preços de um intercâmbio para o Canadá, Inglaterra ou Estados Unidos. Apesar da África do Sul contar com 11 idiomas oficiais, o inglês segue sendo a língua mais falada no país.

Cape Town é a capital legislativa da África do Sul e a terceira cidade mais populosa do país, tendo sido o primeiro povoado europeu no país. A colonização holandesa, os discursos de Nelson Mandela após apartheid, entre outros eventos marcaram esta cidade.

Litoral Cidade do Cabo
O centro da cidade é uma bacia cercada por várias colinas, montanhas e planaltos, e a  presença de um aeroporto internacional a tornou a capital do turismo na África do Sul. Além disso, clima ameno, semelhante ao clima mediterrâneo é outro fator importantíssimo para o sucesso e a capacidade de atração de turistas para a cidade.
Na cidade, a maioria das pessoas falam Afrikaans (40%), e inglês (27%). Diferentes grupos étnicos coexistem naturalmente na região, mas o maior percentual é composto de pessoas de diferentes culturas, cerca de 48%. Uma estimativa aponta 32% da população negra e 18% da população. A religião predominante é o cristianismo, com 77% de praticantes, seguido pelos ateus e muçulmanos, 10% e 9,5%.

Montanha Cidade do Cabo

Esta cidade tem experimentado um renascimento com o fim da injustiça racial e a libertação de Mandela. Mas embora o apartheid tenha acabado existem diferenças profundas nas oportunidades e nas relações económicas entre descendentes de europeus e nativos. Existem grandes áreas da cidade habitadas quase que exclusivamente por negros, e vivendo de uma forma mais austera do que a “classe branca” que em geral reside mais próxima do centro da cidade e até a classe média e superior do país.
Em todas as suas contradições e contrastes, não há dúvida de que esta cidade é um dos destinos mais gratificantes do mundo. Um intercâmbio na Cidade do Cabo, assim como um intercâmbio em Vancouver, Los Angeles, ou qualquer outra cidade global representa uma transformação pessoal autêntica e singular.

Para onde fazer intercâmbio?

Todos nós temos afinidade com um lugar ou sonho de conhecer um determinado país e cultura. Os fatores principais para decidir qual país é o ideal para um intercâmbio são variados, mas existem alguns que você deve sempre ficar atento:

Neve Canadá

  • Clima: Esse é um dos primordiais. No Brasil a variação de temperatura não é tão grande quanto no Canadá, por exemplo, e se uma pessoa não gosta de frio, um intercâmbio em Vancouver no inverno pode ser uma escolha desastrosa. Para quem busca destinos mais quentes: África do Sul, Malta, Austrália, além de Florida e Califórnia nos EUA são excelentes opções para primavera e verão. Agora, se você quer mudar radicalmente e viver o verdadeiro charme do inverno, a parte norte dos EUA, o Canadá, e Irlanda devem ser considerados.
  • Custo de vida: Morar no exterior nunca é barato, mas existem lugares mais caros que os outros. Os grandes centros como Londres, Nova York e Toronto sempre terão um custo de vida maior que cidades menores como Brighton, Calgary e São Francisco por exemplo. Além disso, o próprio custo da moeda, como por exemplo a Libra em relação ao Rand sul africano.
  • Comunidade brasileira: Nós brasileiros estamos por todos os lados. Mas alguns lugares possuem uma concentração maior e isso pode ser bom ou ruim dependendo do que você busca. Se o objetivo é praticar o idioma ao máximo talvez seja interessante fugir de lugares como Irlanda, Miami (EUA) ou Toronto (Canadá).
  • Vistos: Para alguns países, brasileiros podem viajar somente com o passaporte (Irlanda), enquanto para outros é exigido visto de turista ou estudante (EUA). Nesse caso, dependendo da sua pressa, as questões burocráticas de visto devem ser levadas em consideração.
  • Lazer: Uma parte importante de um intercâmbio é o que fazemos com nossas horas livres. Se você gosta de sair à noite, freqüentar baladas e conhecer lugares mais agitados, uma cidade pequena dificilmente vai lhe agradar. É muito importante buscar uma cidade que esteja de acordo com o seu estilo de vida.
  • Opções para viajar: Todo intercambista é um turista, e se você já está fora do Brasil o ideal é aproveitar ao máximo. A Europa é excelente em questão de infra- estrutura, e você pode conhecer diversos outros países com pouco dinheiro e tempo. Alguns outros lugares como Havaí e África do Sul por serem mais afastados podem limitar suas opções.
Viajar na Europa

Apesar de inconvenientes como desfonforto, na Europa as cias aéreas de baixo custo possibilitam viagens para diversos países com poucos euros.

Lembre-se também que consultar pessoas que já viajaram é essencial antes de decidir o país de destino. Basta buscar na internet onde há milhares de fóruns com relatos de pessoas que fizeram intercâmbio no Canadá, Inglaterra, Irlanda e muitos outros destinos. Boa viagem e aproveite!