Tag Archive | estudar nos eua

Os mais importantes presidentes americanos

Com o total de 43 presidentes ao longo de mais de 200 anos de tradição democrática, os Estados Unidos são um grande exemplo de democracia para todo o mundo. Como todo país, os EUA tiveram ao longo de sua história notáveis figuras no comando, bem como péssimos presidentes. Hoje falaremos um pouco sobre os nomes mais aclamados da história americana para você que quer fazer um intercâmbio nos Estados Unidos e conhecer um pouco mais sobre a história do país.

 

Dwight Eisenhower (1953-1961): o 34º presidente americano foi também o comandante das forças aliadas na Europa durante a segunda guerra mundial. Seu foco foi em manter o mundo em paz (apesar da guerra da Coréia) em um cenário pós-guerra. Seu legado consiste também em um grande salto social, tratando a questão racial americana como um problema de segurança nacional.

presidente eisenhower

George Washington (1789-1797): Uma verdadeira lenda como estadista, Washington foi o primeiro presidente americano, um dos fundadores do país, e pivô na independência contra a Inglaterra. Foi o responsável pelos primeiros passos do país bem como a criação de uma capital nacional, que o homenagearia, Washington D.C.

 

John Kennedy (196-1963): Poucos presidentes na história americana tiveram tanta repercussão e enfrentaram tantos desafios em tão curto tempo quanto John Kennedy. Durante seus anos na Casa Branca Kennedy enfrentou a invasão da Baía dos Porcos, a crise dos mísseis de Cuba, a construção do Muro de Berlim, a corrida espacial, os primeiros estágios da Guerra do Vietnã e o auge do Movimento dos Direitos Civis dos negros americanos.

 

Franklin Delano Roosevelt (1933-1945): O 32º presidente americano foi responsável por reverter a inércia de Herbert Hoover (um dos piores presidentes da história) mediante a crisa de 29 (a maior crise econômica mundial). Através do complexo New Deal, conseguiu recuperar a economia americana através do funcionarismo público e uma série de reformas e regulamentações para Wall Street, bancos etc. Foi ainda o responsável pela entrada dos EUA na Segunda Guerra Mundial.

 

Abraham Lincoln (1861-1865): Nenhum presidente viu uma maior crise interna nos Estados Unidos do que Abraham Lincoln. Durante seu mandato Lincoln conseguiu triungar mesmo sendo vitima de ataques políticos, sofrendo perdas pessoais e ainda vendo a dissolução do país, culminando com a Guerra Civil Americana. Foi ainda responsável pela Proclamação de Emancipação que proibia o fim da escravidão em território nacional.

estátua abraham lincoln

Para os presidentes mais recentes como Barack Obama, George Bush e Bill Clinton ainda é muito cedo para determinar seus legados, principalmente por posições políticas e partidárias recentes. Por isso demos destaques a figuras importantes do passado para que você conheça um pouco mais sobre a história americana para o seu intercâmbio Estados Unidos.

Anúncios

Disney inova mais uma vez e facilita o consumo em seus parques

Para aqueles que querem visitar a Disney durante um intercâmbio nos Estados Unidos: a partir deste ano a empresa passará a utilizar uma revolucionária pulseira eletrônica que irá substituir os bilhetes de entrada, cartões de crédito e dinheiro em espécie.

castelo disney

O maior investimento tecnológico da história da Disney parece nos indicar um pouco o rumo do mundo em um futuro próximo. A Magicband é uma simples pulseira eletrônica que passará a ser usada por todos os visitantes dos parques a fim de agilizar a tornar toda a experiência Disney mais dinâmica. Seu funcionamento é simples: Ao fazer a compra dos ingressos ou de um pacote, o visitante passa informações como nome, data de nascimento e número do cartão de crédito. A partir daí, tudo que você precisar lá dentro será feito através da Magic Band.

 

A Disney informa que o objetivo da medida é transformar a experiência dos visitantes mais mágica e divertida, e de fato isso irá agilizar de forma eficiente boa parte dos processos e reduzir as filas, que ano após ano se tornam um inconveniente maior para a empresa. No entanto, a pulseira “mágica” vai mais além, explorando a ingenuidade, praticidade e claro, empolgação de seus visitantes na hora da compra.

 

O nome oficial deverá ser MyMagic+, e se baseará em uma tecnologia de identificação por radiofreqüência chamada RFID, que colhe informações dos usuários por meio de etiquetas eletrônicas que ficam dentro das pulseiras. Sensores espalhados pelo parque, inclusive em personagens, fazem a leitura, possibilitando por exemplo, que o Mickey Mouse possa lhe saudar pelo nome e lhe desejar feliz aniversário antes mesmo de conversar com você.

 

Por fim, a pulseira ainda irá ajudar a Disney a conhecer melhor o perfil dos seus consumidores, como quanto gasta, quantas horas passa no parque, onde compra e até que brinquedos freqüenta, para saber aonde investir e que tipo de oferta deve preparar para cada público.

pulseira disney

Para nós consumidores a pulseira só trará benefícios, agilizará o processo de compra e reduzirá consideravelmente o tempo de espera para as atrações, melhorando a experiência como um todo, mesmo que venha a custo de abrir mão de algumas informações privadas e perder um pouco de privacidade.

Qual visto você precisa para o seu intercâmbio nos Estados Unidos?

Se você está interessado em fazer um intercâmbio para os Estados Unidos, porém se sente intimidado em relação ao processo de visto, fique tranqüilo, pois as exigências tem mudado muito e o processo tem sido muito mais democrático e rápido, fomentando o número de brasileiros que viajam para os EUA tanto para estudar quanto para passear.

passaporte brasil

No entanto, apesar do processo estar mais simples você ainda deve se atentar para alguns detalhes do seu curso de idiomas para que não haja inconvenientes nem seja prejudicado por solicitar o visto errado.

 

As exigências para quem quer tirar qualquer visto americano partem sempre dos mesmos princípios. Você deve estar sempre pronto para atestar seus vínculos com o Brasil, através de imposto de renda, contra cheques, matrícula em universidades, escolas, bens imóveis em seu nome, etc. Deixar claro para o entrevistador que você não tem o menor interesse de imigrar para os EUA e está indo simplesmente para estudar e aprimorar o inglês é fundamental.

 

Um aspecto capital que você deve ficar atento também em relação a carga horária do seu curso. O governo americano divide os cursos de idiomas nos EUA em duas categorias, os full-time e os part-time. Os primeiros são assim chamados por terem carga superior a 1080 minutos semanais, ou 18 horas. No caso dos part-time, o curso possui carga horária inferior a 1080.

 

Se o seu curso for full-time, você poderá estudar inglês nos EUA pelo período de 1 semana até 1 ano, e precisará solicitar o visto de estudante F1. Para o curso part-time, você poderá se aplicar normalmente para o visto de turista B2, no entanto, a duração do mesmo não poderá ser superior a 90 dias ou 12 semanas de aulas.

entrada euainte

Lembre-se também que para vistos de estudante o processo pode ser mais demorado com o consulado e é importante que você inclua no seu planejamento pelo menos 6 semanas de antecedência, incluindo 4 semanas totais que podem levar para a devolução do seu passaporte. Para o visto de turista menos tempo será necessário, mas é sempre bom trabalhar com uma margem de erro para imprevistos, e para que corra tudo bem para o seu intercâmbio Estados Unidos.

Há 19 anos atrás acontecia a Copa do Mundo nos EUA

Hoje não falaremos especificamente sobre intercâmbio nos Estados Unidos, mas sim sobre o grande evento que acontecerá no Brasil no próximo ano.

 

A medida que a Copa do Mundo de 2014 no Brasil começa a mostrar seus sinais ao nosso redor, com a modernização dos estádios, investimentos em aeroportos, estradas, rodoviárias, etc, olhamos para trás para averiguar os avanços que a mesma trouxe para os diversos países sede. Uma Copa com características diferentes foi realizada nos EUA 20 anos atrás da futura Copa no Brasil e contou com um final feliz para nossa seleção. Será que desta vez repetiremos o sucesso?

abertura copa 1994

Com um panorama pré copa totalmente diferente do brasileiro, os EUA entraram foram escolhidos para sediar o maior evento futebolístico do planeta com objetivos totalmente diferentes. Se no Brasil (e também na África do Sul) a Copa do Mundo foi vista como um catalisador da economia nacional, um fator de integração do país e uma forma de atrair investimentos estrangeiros, nos EUA os objetivos estavam voltados quase que para um único objetivo: desenvolver a paixão da maior economia do mundo pelo esporte que é preferência global, e esta exigência culminou com a criação da Major League Soccer em 1996.

final copa 1994

Com todos os estádios já construídos antes mesmo da escolha final para sediar a copa, os mesmos eram utilizados principalmente por equipes de futebol americano profissional (NFL) ou universitário (NCAA). Neste aspecto já podemos perceber uma grande diferença entre a copa norte americana e a copa no Brasil, onde a necessidade de construção e ampliação dos estádios era fundamental para a realização do evento. Espalhados por 9 cidades em todo o território nacional (e concentrado principalmente na parte leste do país), as cidades sedes foram: Los Angeles, San Francisco, Detroit, Dallas, Chicago, Nova York, Boston, Washington e Orlando.

 

Apesar da pouca tradição no evento, os americanos deram um verdadeiro show, tendo sido até hoje a copa do mundo com maior público na história, mesmo contando com menos times (24 times) e menos jogos que a Copa da França de 1998 (32 times).

brazilwin94

O resultado todos nós brasileiros conhecemos, por se tratar de uma das finais mais tensas e emocionantes, quebrando um jejum de 24 anos sem a conquista de um mundial. Desta vez esperamos que a história de 1994 se repita e que o Brasil consiga conquistar o título, mas esperamos sobretudo que assim com os americanos, nós consigamos dar um verdadeiro show de organização e façamos uma das copas mais lembradas da história!

Já ouviu falar da maior cidade pequena do mundo???

Quando se fala em cassinos nos Estados Unidos a primeira cidade que nos vem a cabeça é a badalada Las Vegas. No entanto, aqueles que querem fazer um intercâmbio nos Estados Unidos e conhecer uma cidade com opções parecidas, mas com aquele charme do interior americano podem aproveitar para visitar Reno próxima a fronteira entre Nevada e Califórnia.

Reno_placa

Como toda cidade de pequeno porte nos Estados Unidos, Reno oferece todas as opções para seus moradores. Grandes supermercados como K Mart e Wal Mart, lojas de departamento como Macys e Ross, um grande shopping center, uma universidade de ponta e claro, muitas opções de lazer tanto na sua área metropolitana quanto nas cidades vizinhas.

 

O ponto alto de Reno sem dúvida são seus cassinos. A cidade conta com alguns dos cassinos das maiores redes do mundo como a rede Harrah’s e MGM. O centro oferece cassinos temáticos variados como o Silver Legacy, Eldorado, Circus Circus, Sands e Fitzgerald. Saindo um pouco da região central, outros grandes cassinos oferecem inúmeras opções de lazer como o Grand Sierra Resort & Casino e o Atlantis Casino Resort & Spa. Para aqueles que não se importam tanto com jogos de azar, os próprios cassinos possuem restaurantes renomados, comandados por grandes chefs de cozinha, além de bares temáticos e claro, algumas das melhores boates da cidade. Se você está querendo testar sua sorte, prepare-se, pois assim como em Las Vegas, os apostadores tem direito a bebidas grátis servidas pelas bonitas cocktail waitress.

The skyline of downtown Reno Nevada.

Saindo um pouco do entorno de Reno está Lake Tahoe, já no estado da Califórnia, e que conta com algumas das mais famosas estações de esqui dos Estados Unidos como Squaw Valley (sede das olimpíadas de inverno de 1968) e Heavenly. Os grandes resorts de inverno impressionam pela sua beleza e estrutura, além é claro, de preços mais que convidativos para turistas. Um simples passeio pelo lago é capaz de tirar o fôlego, seja durante o inverno com a paisagem branca contrastando com o azul da água, ou no verão, quando os banhistas e praticantes de esportes inundam o local.

intercambio lake tahoe

Apesar do rigoroso inverno (temperaturas podem chegar até -20 graus celsius), Reno é uma ótima opção para você conhecer durante seu intercâmbio Estados Unidos, especialmente se você estiver estudando na Califórnia (distância pode ser feita de carro para estadias de um final de semana). Você certamente não irá se decepcionar com o charme da “Biggest little city in the world”.

Os crescimento dos esportes norte americanos no Brasil

Para os apaixonados por esportes norte americanos, uma boa notícia vem sendo o crescimento das principais modalidades no Brasil. Se você deseja fazer um intercâmbio para Canadá ou nos Estados Unidos, e é apaixonado por esportes americanos, aproveite a oportunidade para praticar e aprender um pouco mais sobre as modalidades.

 

Em 2012 vimos a volta do Basquete brasileiro para  as olimpíadas

Em 2012 vimos a volta do Basquete brasileiro para as olimpíadas

Enquanto o nosso basquete conseguiu seu grande retorno nas olimpíadas de Londres, encabeçado pelos astros da NBA Anderson Varejão, Leandro Barbosa e Thiago Spiller, a nossa seleção de Baseball também fez história ao conseguir duas vitórias contra a seleção panamenha, garantindo a sua classificação no World Baseball Classic, o mundial de baseball que conta com a participação das grandes estrelas da liga americana, a MLB.

 

Na principal modalidade americana, o Futebol Americano, o Brasil vem vivendo um momento mais do que único. Durante muitos anos as ligas de Flag Football, uma modalidade onde não há contato, e as ligas de areia do Rio de Janeiro dominaram o esporte. Porém com o aumento do interesse dos brasileiros, a modalidade conseguiu se difundir e ser praticada por mais jogadores, provocando a expansão e a criação de novas ligas e times.

 

Nossa seleção de Baseball conseguiu história ao bater duas vezes o Panamá

Nossa seleção de Baseball conseguiu história ao bater duas vezes o Panamá

Há cerca de 6 anos atrás o Brasil testemunhava o primeiro jogo de futebol americano oficial com Full Gear (equipamento completo incluindo proteções corporais e capacetes) e árbitros. Surgia ali a primeira página na história do futebol americano brasileiro. Hoje em dia, o Brasil já conta com dois campeonatos diferentes, a LBFA e o Torneio Touchdown, comandado pelo grande embaixador do esporte no país, André Adler.

 

O Torneio Touchdown, que acontece desde 2009, conta já com 18 equipes espalhadas por todo o país. O mais interessante dos times, no entanto, é o apoio que muitos recebem dos grandes clubes de futebol do país como Botafogo, Corinthians, Vasco da Gama e Palmeiras.

futebol americano no brasil

Além de ser uma ótima oportunidade para você fazer amigos durante o seu intercâmbio no Canadá, conhecer e tentar praticar os esportes norte americanos lhe ajudará a ampliar seu vocabulário, aumentar sua imersão no país de destino. E claro, quando você retornar para o Brasil, haverá campo de sobra para demonstrar as habilidades aprendidas no exterior!

Los Angeles para fanáticos por esportes

Se você é fã de esportes e pretende ir morar em Los Angeles num futuro próximo para fazer seu intercâmbio nos Estados Unidos e melhorar o seu nível de inglês, conheça hoje o que a cidade tem para lhe oferecer.

Apesar de contar com muitos times, Los Angeles tem um enorme ponto fraco: não possui nenhum time da NFL (futebol americano), a liga mais prestigiada do país. No passado, Los Angeles Raiders (atual Oakland) e Los Angeles Rams (atual Saint Louis) fizeram história na cidade, mas decidiram se mudar. Apesar do Oakland ainda continuar no coração de muitos dos moradores, a cidade sente falta de um time, que pode ressurgir em L.A. nos próximos 5 anos.

Porém, se você gosta muito de futebol americano, não fique triste, pois a liga universitária oferece jogos em altíssimo nível, e com uma atmosfera inigualável. Dois times representam a cidade com maestria: USC Trojans e UCLA Bruins. Ambos com bonitos estádios e muita tradição no esporte serão certeza de muita diversão para seu College Game Day.

Para os fãs de basquete Los Angeles se tornou um paraíso. Sendo lar de um dos maiores times da história, e segundo maior vencedor da NBA, o Los Angeles Lakers raramente vive maus momentos. Com um passado glorioso com jogadores como O’Neal e Magic Johnson, e com um presente de sucesso com Kobe Bryant e Paul Gasol, o futuro da equipe também parece ser promissor com a adição de craques como Dwight Howard. O Los Angeles Clippers, apesar de menor, mostra que está disposto a brigar pela sua fatia da cidade e conta com um time mais que espetacular liderado pelas estrelas Chris Paul e Blake Griffin.

Baseball raramente é um esporte que cai no gosto dos brasileiros, mas para o seu intercâmbio em Los Angeles, uma tarde em um “ball park”, comendo um cachorro quente e assistindo o melhor dos passatempos americanos pode ser um evento memorável. Os rivais Los Angeles Dodgers e Los Angeles Angels estão sempre na disputa pelos títulos de suas divisões, sendo que o último ainda dá um verdadeiro show de merchandising e simpatia, principalmente por conta de seus donos: a Disney.

Por fim, um esporte curioso e que desperta algum encanto entre os brasileiros, o hóquei no gelo conta também com dois representantes nos Estados Unidos. O Los Angeles Kings é um dos times preferidos dos rappers da cidade, e neste último ano conseguiu entrar no seleto grupo dos campeões da Stanley Cup, graças aos esforços do goaltender Jonathan Quick, eleito o melhor jogador dos play offs. O Anaheim Ducks, time que nós brasileiros conhecemos muito bem por conta dos filmes da Disney também possuei seu título e é assim como o Angels um show fora de quadra.

Os esportes podem representar um importante papel no aprendizado de inglês durante o seu intercâmbio Estados Unidos e por isso tente aproveitar o máximo essa oportunidade!