Tag Archive | estudar em Vancouver

Dicas de onde passar o ano novo em Vancouver

Aqueles que vão passar o ano novo em Vancouver, fazendo um intercâmbio no Canadá poderão desfrutar da maravilhosa experiência de um reveillon em outra cultura. Hoje falaremos um pouco sobre algumas das melhores festas para curtir a virada em grande estilo.

reveillon vancouver

-Luxe NYE @ Pacific Hotel Vancouver: Se você está interessado em luxo e glamour, esta é a festa ideal para você. Com ambiente extremamente formal (atenção para o código de vestimenta) no Hotel Pan Pacific, o evento inclui tapete vermelho, música ao vivo, pistas de dança e muita exuberância. Os ingressos custam aproximadamente $100 e tendem a esgotar a medida que a data se aproxima.

 

-NYE Club Crawl: Uma verdadeira febre que vem tomando conta dos eventos noturnos chega também a noite mais celebrada do ano. Ideal para jovens e estudantes que não querem ficar no mesmo lugar a noite toda, o Club Crawl tem inicio no Roxy Club e por $40 inclui ainda a entrada em outras 3 discotecas da cidade, com transporte incluído para que você não fique esperando no frio.

 

-NYE @ Science World: Para aqueles que querem romper o ano em uma grande atração turística, este evento com capacidade para 1100 pessoas no Telus World of Science é a opção ideal. Por $100 a festa inclui dois ambientes, DJs, 5 bares licenciados, e vista para a maravilhosa vila olímpica e a falsa creek.

 

-Pride of Vancouver NYE: se você está buscando um reveillon mais romântico com uma pessoa importante esta talvez seja a opção ideal para impressionar seu par. A bordo de um belíssimo navio, com gastronomia gourmet, vista para a iluminada cidade de Vancouver, este evento fará da sua noite algo além do especial. Os ingressos custam cerca de $150, incluindo o jantar.

reveillon barco vancouver

-Whistler First Night: Esta opção é ideal para famílias que desejam passar o ano novo com muitas atividades e opções de lazer. Os ingressos incluem diversas atrações como a pista de patinação no gelo, o espetáculo Fire and Ice Show, música, refeições e a tradicional queima de fogos de artifício a meia noite. Os preços variam de acordo com a idade e podem ser consultados neste link.

 

Há muitas outras opções para o reveillon em Vancouver, e a principal sugestão que podemos dar é que você planeje com antecedência durante seu intercâmbio Canadá o que fará na noite do dia 31, pois os preços tendem sempre a subir e muitos eventos contam com ingressos limitados.w

Para onde fazer intercâmbio?

Todos nós temos afinidade com um lugar ou sonho de conhecer um determinado país e cultura. Os fatores principais para decidir qual país é o ideal para um intercâmbio são variados, mas existem alguns que você deve sempre ficar atento:

Neve Canadá

  • Clima: Esse é um dos primordiais. No Brasil a variação de temperatura não é tão grande quanto no Canadá, por exemplo, e se uma pessoa não gosta de frio, um intercâmbio em Vancouver no inverno pode ser uma escolha desastrosa. Para quem busca destinos mais quentes: África do Sul, Malta, Austrália, além de Florida e Califórnia nos EUA são excelentes opções para primavera e verão. Agora, se você quer mudar radicalmente e viver o verdadeiro charme do inverno, a parte norte dos EUA, o Canadá, e Irlanda devem ser considerados.
  • Custo de vida: Morar no exterior nunca é barato, mas existem lugares mais caros que os outros. Os grandes centros como Londres, Nova York e Toronto sempre terão um custo de vida maior que cidades menores como Brighton, Calgary e São Francisco por exemplo. Além disso, o próprio custo da moeda, como por exemplo a Libra em relação ao Rand sul africano.
  • Comunidade brasileira: Nós brasileiros estamos por todos os lados. Mas alguns lugares possuem uma concentração maior e isso pode ser bom ou ruim dependendo do que você busca. Se o objetivo é praticar o idioma ao máximo talvez seja interessante fugir de lugares como Irlanda, Miami (EUA) ou Toronto (Canadá).
  • Vistos: Para alguns países, brasileiros podem viajar somente com o passaporte (Irlanda), enquanto para outros é exigido visto de turista ou estudante (EUA). Nesse caso, dependendo da sua pressa, as questões burocráticas de visto devem ser levadas em consideração.
  • Lazer: Uma parte importante de um intercâmbio é o que fazemos com nossas horas livres. Se você gosta de sair à noite, freqüentar baladas e conhecer lugares mais agitados, uma cidade pequena dificilmente vai lhe agradar. É muito importante buscar uma cidade que esteja de acordo com o seu estilo de vida.
  • Opções para viajar: Todo intercambista é um turista, e se você já está fora do Brasil o ideal é aproveitar ao máximo. A Europa é excelente em questão de infra- estrutura, e você pode conhecer diversos outros países com pouco dinheiro e tempo. Alguns outros lugares como Havaí e África do Sul por serem mais afastados podem limitar suas opções.
Viajar na Europa

Apesar de inconvenientes como desfonforto, na Europa as cias aéreas de baixo custo possibilitam viagens para diversos países com poucos euros.

Lembre-se também que consultar pessoas que já viajaram é essencial antes de decidir o país de destino. Basta buscar na internet onde há milhares de fóruns com relatos de pessoas que fizeram intercâmbio no Canadá, Inglaterra, Irlanda e muitos outros destinos. Boa viagem e aproveite!

Um passeio pelo Stanley Park em Vancouver

Para aqueles que visitam Vancouver, o mais antigo parque canadense, o Stanley Park é uma atração que merece destaque. Seja você um estudante fazendo um intercâmbio no Canadá ou apenas passeando pela cidade expoente da British Columbia, um piquenique, ou talvez uma tarde relaxante poderá ser mais agradável do que se imagina.

Stanley Park

Aberto em 1888, com seu nome homenageando Lord Stanley, o sexto Governador Geral do Canadá, o Stanley Park é 10% maior que o renomado Central Park, sendo um verdadeiro oásis na cidade de Vancouver com uma area total de 400 hectares.  Uma das suas principais atrações é a sua seawall (muralha marítima onde se pode caminhar ao redor do parque), que conta com mais de 8 quilômetros de extensão e é usada por pedestres, ciclistas, patinadores, e etc. todos os anos. Um passeio pela seawall oferece vistas incríveis da cidade, doses de ar fresco e uma sensação única de tranquilidade. Outra bonita atração do parque é a Lost Lagoon, uma lagoa artificial, criada em 1916 a partir de uma parte mais rasa de Coal Harbour.  A lagoa abriga diversas espécies de aves como patos, gansos, e cisnes, que possuem boa convivência com os visitantes do parque.

A fauna do parque, aliás, é outro ponto alto, contando com mais de 200 espécies de pássaros e diversas espécies de mamíferos, incluindo: esquilos (alguns muito amigáveis!!), castores, coelhos, coiotes, gambás, guaxinins e muitas outras espécies.  Dentro do parque está também o Vancouver Aquarium, o maior do país e que abriga milhares de espécies de peixes, mamíferos, invertebrados, anfíbios e répteis.

Para os que buscam atividades, o parque oferece dependências desportivas como quadras de tênis, campo de golfe, piscinas, campos poliesportivos e pistas de atletismo. Nos meses de mais calor o parque conta com uma piscina de frente para o mar, além de duas praias para banhistas, com salva vidas das 11:30 da manhã até o anoitecer.

Uma das melhores opções para quem acordou disposto num dia de domingo e deseja um pouco menos de caos urbano e mais contato com a natureza, o Stanley Park é um grande diferencial de Vancouver e uma atração a mais para quem faz um intercâmbio para o Canadá.

Grouse Mountain, a cortina de Vancouver

Um dos pontos altos de um intercâmbio para o Canadá é sua beleza natural. A combinação de lagos enormes e completamente azuis, florestas uniformes e montanhas cobertas de neve compõe um visual estonteante e raro para nós brasileiros. Todas essas beleza podem ser encontradas em um só lugar, a Grouse Mountain.

Os moradores de Vancouver são abençoados com o fato de poder acordar e ir dormir todos os dias com o visual da imponente Grouse Mountain, um bonito plano de fundo para a cidade. Localizada somente a 15 minutos do centro, a montanha oferece atrações para o ano todo, sendo o inverno e o verão suas principais estações. Com seus 1.200 metros de altitude, durante o inverno mais de 20 pistas de esqui estão disponíveis, com variados graus de dificuldade, perfeito para principiantes, mas também desafiador para profissionais. Além das pistas há também trilhas com snowshoes, pista de patinação no gelo, passeios e trenó, e muitos mirantes com vista de tirar o fôlego. Já durante o verão, o ideal é se aventurar pelas trilhas, que incluem a famosa Grouse Grind, uma trilha de acesso a montanha que cobre um total de 3 quilômetros de distância e alcança uma elevação de 853 metros. Além das trilhas as temporadas menos frias oferecem outras atrações, como tirolesas (alguns trajetos você pode atingir 80 km/h!!!), opções de arborismo, e shows variados.

Grouse Mountain

Para estudantes que desejam fazer um intercâmbio em Vancouver, muitas escolas de inglês oferecem no seu calendário de atividades excursões para a montanha. O acesso custa aproximadamente 35 CAD (ida e volta) no teleférico Swiss Garaventa, mas durante o verão, se você estiver disposto, poderá se arriscar pela trilha Grouse Grind (entre 2 – 3 horas de subida) que é grátis.

As atrações da Grouse Mountain são tão diversificadas que abrangem opções para todas as idades e gostos. A estrutura é excelente, com postos de atendimento, restaurantes, banheiros, lojas de souvenir, teatros, tudo muito bem sinalizado! Mesmo durante o verão deve-se subir com algum agasalho por que o vento e o frio podem atrapalhar o seu lazer. Seja fazendo um intercâmbio no Canadá, ou apenas visitando Vancouver, a Grouse Mountain é uma atração que deve fazer parte do seu roteiro.