Tag Archive | cursos de inglês no exterior

Visite os Lagos Louise e Moraine no Canadá

Uma coisa que dificilmente faltará durante um intercâmbio Canadá serão lugares para se conhecer. Por suas dimensões continentais o país surpreende a todos com uma imensidade de atrações que para nós brasileiros beiram o exótico. Uma das maiores belezas do país está nos seus lagos glaciais que mesclam o azul brilhante da água, com o verde das árvores e o branco da neve, e compõe um cenário quase indescritível.

Moraine Lake

Desde 1902 os dois lagos (Moraine e Louise) fazem parte do Banff National Park, na província de Alberta, e estão somente a 1 hora e 30 minutos de viagem de Calgary. Sua “Descoberta” por não nativos se deu em 1882, e o lago passou a ser visitado de fato em 1890 com a construção da linha transcontinental canadense e a instalação de um centro de hospedagem para acomodar os visitantes. Um trabalho intenso da Canadian Pacific Railway ajudou a divulgar a beleza dos lagos e atrair turistas ao longo dos anos, transformando-os em uma das principais atrações dentro das Rocky Mountains canadense.

Aqueles que querem desfrutar da beleza dos dois lagos e do Banff National Park devem comprar um passe diário que custa cerca de 9 C$. Dentro do parque, muitas atividades podem ser feitas como trilhas, esqui, cavalgadas, mountain biking, passeios de canoas e etc. As trilhas estão para todos os gostos e podem ser curtas (Rockpile: 300 metros ao redor do Lago Moraine) ou desafiadoras (Fairview Mountain: 2744 metros de subida a partir do Lago Louise), e prepare sua câmera fotográfica, pois em cada passo você encontrará as paisagens mais bonitas que já viu na sua vida.

Diferente de lugares como Aspen e Vail, Lake Louise não é um lugar para baladas e curtição, principalmente pela sua condição isolada, por tanto não espere uma agitada experiência noturna. Porém, espere um dos cenários mais bonitos de todo o continente, com fauna e flora únicas, muita hospitalidade, opções de lazer e excelente estrutura, um programa perfeito para aqueles que fazem um intercâmbio no Canadá.

Os americanos que na verdade são canadenses!

Você já parou para pensar na quantidade de artistas, celebridades, cantores e famosos que temos certeza que são americanos e sem mais nem menos, em algum programa, jornal ou reportagem descobrimos que são canadenses? Provavelmente não! Então por isso preparamos esse artigo para que você não se surpreenda mais. Se você quer fazer um intercâmbio Canadá, saiba quem é filho da terra do hóquei no gelo.

  • Comecemos então pela famosa Pamela Anderson, nascida na pequena cidade de Ladysmith, preferiu trocar o frio da Colúmbia Britânica pelas praias de Los Angeles. Aparentemente a escolha foi positiva, já que em Los Angeles sua carreira como atriz decolou com o seriado Baywatch (S.O.S. Malibu).
  • Se não há nada mais americano que motoqueiros bigodudos cruzando rodovias no deserto, montados em Harley Davidsons ao som de “Born to be wild”, repense: A banda “Steppenwolf”, autora deste famoso hino norte americano é na verdade canadense!

  • Antes de fazer uma chamada telefônica para alguém, lembre-se de agradecer ao inventor canadense Graham Bell. O homem que revolucionou a comunicação mundial inventando o telefone nasceu na Nova Escócia, uma província na região leste canadense.
  • Um dos mais aclamados nomes de Hollywood nasceu na verdade no norte de Ontário. James Cameron, mestre da ficção cientifica dirigiu dois dos maiores sucessos de bilheteria da história (e muitos outros filmes): Titanic e Avatar.
  • Temos que dar crédito também ao bom humor dos canadenses: a lenda dos filmes de comédia norte americanos Leslie Nielsen (Corra que a polícia vem aí, Mr. Magoo) nasceu na cidade de Regina, e Jim Carrey (O mentiroso, Ace Ventura) nos arredores de Toronto.

  • Voltando a música: os consagrados nomes do rock Neil Young e Bryan Adams também nasceram em Ontário, no Canadá. E Alanis Morrisette e Celine Dion também vieram do Canadá, mas essas você provavelmente já sabia!
  •  No mundo desportivo temos o ídolo de Phoenix e monstro da NBA, Steve Nash. E um dos homens mais rápidos (e controversos) da história, o corredor Ben Jonhson.

Há ainda muitas outras celebridades canadenses que ganharam fama nos Estados Unidos, como o Mr. Anderson (Keanu Reeves), o eterno jovem Michael J. Fox (De volta para o futuro), Donald e Keifer Sunderland (pai e filho), e o engraçado Mathew Perry (Friends).  A lista é longa, mas esperamos que se você pretende fazer um intercâmbio para o Canadá ao menos já saiba uma ou outra celebridade do país.

Qual o preço de um intercâmbio?

Muitas vezes quando se fala em intercâmbio, as pessoas costumam se assustar pensando sempre nos mais elevados preços e partindo da idéia de que estudar no exterior é uma das coisas mais caras do mundo. Não se engane, com o passar dos anos as oportunidades aumentaram, as escolas no exterior se adaptaram e atualmente, por exemplo, o preço de um intercâmbio Canadá pode ser menor ou parecido que o de uma viagem de turismo dentro do Brasil!

Sim, você acabou de ler corretamente. Passar duas semanas estudando inglês no exterior, em um país com o Canadá pode custar mais barato do que uma viagem com os amigos para alguma bonita praia do nordeste. Empresas líderes do setor turístico oferecem pacotes para os lençóis maranhenses, por exemplo, por um total de 2 mil reais por 7 dias de viagem. Se transformamos isso em uma viagem de 2 semanas, com dois destinos diferentes (obviamente!!) os valores podem chegar facilmente aos 4 mil reais.

Por outro lado, estudar em uma escola de ponta, em uma cidade com uma das melhores qualidades de vida do mundo como Toronto, se hospedando na casa de uma família canadense (refeições incluídas!!!) por duas semanas custa em média 4 mil reais (Passagem aérea incluída / gastos pessoais não incluídos).  Ou seja, por um preço muito parecido você estará desfrutando de uma das experiências mais ricas que uma pessoa pode ter. E não pense você que as duas semanas serão trancadas dentro de sala de aula estudando inglês. As escolas atualmente utilizam métodos dinâmicos de aprendizado e sabem aliar turismo ao ensino do idioma, por tanto, durante as duas semanas você terá direito a excursões para outros destinos, atividades na parte da tarde e noite (tours pela cidade, visitas a museus, teatros, parques nacionais e etc.), festas, eventos e muito mais.

Por que nao conhecer Toronto e estudar inglês ao mesmo tempo?

Lembre-se que o nosso objetivo não é desmerecer os destinos nacionais (como no exemplo dado dos Lençóis Maranhenses, um lugar de beleza inigualável, e que todo brasileiro deve conhecer), mas sim mostrar a você as facilidades de estudar fora do Brasil atualmente. Começamos o post perguntando o preço de um intercâmbio em Toronto, e respondemos: não tem preço. É uma experiência tão única e que você só poderá saber como é após entrar de cabeça nessa imersão!!

Para onde fazer intercâmbio?

Todos nós temos afinidade com um lugar ou sonho de conhecer um determinado país e cultura. Os fatores principais para decidir qual país é o ideal para um intercâmbio são variados, mas existem alguns que você deve sempre ficar atento:

Neve Canadá

  • Clima: Esse é um dos primordiais. No Brasil a variação de temperatura não é tão grande quanto no Canadá, por exemplo, e se uma pessoa não gosta de frio, um intercâmbio em Vancouver no inverno pode ser uma escolha desastrosa. Para quem busca destinos mais quentes: África do Sul, Malta, Austrália, além de Florida e Califórnia nos EUA são excelentes opções para primavera e verão. Agora, se você quer mudar radicalmente e viver o verdadeiro charme do inverno, a parte norte dos EUA, o Canadá, e Irlanda devem ser considerados.
  • Custo de vida: Morar no exterior nunca é barato, mas existem lugares mais caros que os outros. Os grandes centros como Londres, Nova York e Toronto sempre terão um custo de vida maior que cidades menores como Brighton, Calgary e São Francisco por exemplo. Além disso, o próprio custo da moeda, como por exemplo a Libra em relação ao Rand sul africano.
  • Comunidade brasileira: Nós brasileiros estamos por todos os lados. Mas alguns lugares possuem uma concentração maior e isso pode ser bom ou ruim dependendo do que você busca. Se o objetivo é praticar o idioma ao máximo talvez seja interessante fugir de lugares como Irlanda, Miami (EUA) ou Toronto (Canadá).
  • Vistos: Para alguns países, brasileiros podem viajar somente com o passaporte (Irlanda), enquanto para outros é exigido visto de turista ou estudante (EUA). Nesse caso, dependendo da sua pressa, as questões burocráticas de visto devem ser levadas em consideração.
  • Lazer: Uma parte importante de um intercâmbio é o que fazemos com nossas horas livres. Se você gosta de sair à noite, freqüentar baladas e conhecer lugares mais agitados, uma cidade pequena dificilmente vai lhe agradar. É muito importante buscar uma cidade que esteja de acordo com o seu estilo de vida.
  • Opções para viajar: Todo intercambista é um turista, e se você já está fora do Brasil o ideal é aproveitar ao máximo. A Europa é excelente em questão de infra- estrutura, e você pode conhecer diversos outros países com pouco dinheiro e tempo. Alguns outros lugares como Havaí e África do Sul por serem mais afastados podem limitar suas opções.
Viajar na Europa

Apesar de inconvenientes como desfonforto, na Europa as cias aéreas de baixo custo possibilitam viagens para diversos países com poucos euros.

Lembre-se também que consultar pessoas que já viajaram é essencial antes de decidir o país de destino. Basta buscar na internet onde há milhares de fóruns com relatos de pessoas que fizeram intercâmbio no Canadá, Inglaterra, Irlanda e muitos outros destinos. Boa viagem e aproveite!