Comendo como um porteño

Um dos pontos altos de um intercâmbio Argentina é a parte culinária, e isso não é pelas características Gourmet da comida argentina, mas sim por que as refeições compõem uma parte importante da vida em Buenos Aires, que você definitivamente vai querer conhecer durante a sua viagem.

bife de chorizo

Quando comer

Os porteños possuem um horário diferente de muitos outros países do mundo, inclusive o nosso. Como não estão acostumados a acordar muito cedo, o café da manhã não costuma ser antes das 9:00. Por conta disso, o almoço costuma ser entre 13:00 e 16:00. Entre o almoço e o jantar existe “la merienda”, para matar a fome no fim da tarde e reunir os amigos para um happy hour. Por fim, o jantar é tratado como algo no fim da noite a partir das 22:00, sendo que muitos restaurantes nem abrem antes das 20:00.

Como comer

O ritmo dos restaurantes argentinos é bem mais lento que o que estamos acostumados. Isso por que os porteños gostam de aproveitar a refeição sem pressa. Quando você reserva uma mesa em um restaurante, está subentendido que a mesa será sua pelo resto da noite e é comum que as refeições durem até 4 horas no total.

O que comer

Carne: Argentina é a terra das carnes, e é conhecida por sua excepcional qualidade e bom preço. Jante em um restaurante parilla, onde a carne é naturalmente temperada, feita em uma grelha com fogo a lenha. Experimente os diferentes cortes argentinos como o Chorizo, o Ojo de Bife e o Lomo.

Pizzas e Empanadas: O que os porteños comem quando buscam algo barato e rápido? Empanadas e pizzas são o fast food de Buenos Aires. As empanadas são como pastéis fritos feitos com ingredientes variados como carne de boi, atum e espinafre. As pizzas costumam ter uma camada crocante repleta de queijo, e podem ser compradas inteiras ou por fatias. A fugazetta é uma pizza argentina fantástica, repleta de queijo, coberta por mais queijo e cebolas perfeitamente feitas.

Dulce de leche: Com certeza você já comeu doce de leite e caramelo. Mas você nunca viu nada igual a essas iguarias argentinas. Em Buenos Aires é praticamente impossível comer uma sobremesa que não venha com doce de leite, e se prepare, pois uma vez provada a versão argentina, você irá se decepcionar com a versão brasileira.

doce de leite argentino

Se você está planejando manter sua dieta durante o seu intercâmbio Buenos Aires, prepare-se para bastante sofrimento, pois as refeições são uma parte importante da cultura local e os sabores irão lhe deixar em completo estado de agonia.

Anúncios

Os piores presidentes americanos

Ontem nós aproveitamos para falar sobre os melhores presidentes da história dos Estados Unidos. Durante a nossa pesquisa, no entanto, encontramos alguns nomes dos presidentes que podem ser classificados como os piores de todos os tempos. Seguindo a mesma idéia do último post vamos aqui listar alguns para que você conheça um pouco mais sobre o país para o seu intercâmbio nos Estados Unidos.

 

John Adams(1797-1801): Um nome difícil de aceitar na lista, tendo em vista que foi um dos homens que alavancou a independência americana e forçou a criação da suprema corte. No entanto, como segundo presidente americano, seus esforços para destruir seus rivais através de leis e atos não podem passar despercebidos. Não fosse a maturidade da população eleitoral na época, talvez sua tendência ditatorial, criminalizando a campanha eleitoral dos rivais, e punindo críticos do seu governo virasse moda nos Estados Unidos.

 

Herbert Hoover (1929-1933): Ao contrário dos demais, Herbert Hoover não entra na lista pelos absurdos que fez durante seus anos na Casa Branca. O seu maior problema foram as coisas que ele não fez. A forma passiva de lidar com os eventos que antecederam e sucederam a maior crise econômica da história, em 1929, o garantem um lugar no hall dos indesejados.

renuncia nixon

Richard Nixon (1969-1974): Apesar de um primeiro mandato razoável, tratando da questão do racismo nas escolas no sul, retirando as tropas do Vietnã e se aproximando da China, Nixon acabou se perdendo por completo no seu retorno a Casa Branca. Seus abusos inconstitucionais com o programa de vigilância do FBI, culminando com o escândalo Watergate resultaram na sua renúncia, em 1974.

 

Woodrow Wilson (1913-1921): Poucos elogios podem ser feitos a administração de punhos de ferro de Wilson. No entanto, as críticas são muitas, como o Sedition Act de 1918, que criminalizava as criticas em relação ao governo e os Palmer Raids, que prendeu e deportou ilegalmente cerca de 10 mil pessoas, que aproximaram os Estados Unidos do fascismo como nunca.

 

Andrew Johnson (1865-1869): Chega a ser inacreditável que um homem após suceder um dos maiores presidentes da história, Abraham Lincoln, tenha trabalhado tanto para reverter todos os feitos pró abolição de seu antecessor. Uma de suas frases mais marcantes é “Este é um país de homens brancos, e por Deus, enquanto eu for presidente, será governado por homens brancos”. Para piorar tudo, Johnson conseguiu ser ainda o primeiro presidente americano a sofrer impeachment após violar o Tenure Act.

impeachment eua

Assim como comentamos ontem, os presidentes mais recentes ainda precisam de tempo e os descartamos por posições políticas ainda estarem muito aguçadas. Espero que com esta lista vocês possam entender um pouco mais sobre a história do país para fazer um intercâmbio Estados Unidos.

Os mais importantes presidentes americanos

Com o total de 43 presidentes ao longo de mais de 200 anos de tradição democrática, os Estados Unidos são um grande exemplo de democracia para todo o mundo. Como todo país, os EUA tiveram ao longo de sua história notáveis figuras no comando, bem como péssimos presidentes. Hoje falaremos um pouco sobre os nomes mais aclamados da história americana para você que quer fazer um intercâmbio nos Estados Unidos e conhecer um pouco mais sobre a história do país.

 

Dwight Eisenhower (1953-1961): o 34º presidente americano foi também o comandante das forças aliadas na Europa durante a segunda guerra mundial. Seu foco foi em manter o mundo em paz (apesar da guerra da Coréia) em um cenário pós-guerra. Seu legado consiste também em um grande salto social, tratando a questão racial americana como um problema de segurança nacional.

presidente eisenhower

George Washington (1789-1797): Uma verdadeira lenda como estadista, Washington foi o primeiro presidente americano, um dos fundadores do país, e pivô na independência contra a Inglaterra. Foi o responsável pelos primeiros passos do país bem como a criação de uma capital nacional, que o homenagearia, Washington D.C.

 

John Kennedy (196-1963): Poucos presidentes na história americana tiveram tanta repercussão e enfrentaram tantos desafios em tão curto tempo quanto John Kennedy. Durante seus anos na Casa Branca Kennedy enfrentou a invasão da Baía dos Porcos, a crise dos mísseis de Cuba, a construção do Muro de Berlim, a corrida espacial, os primeiros estágios da Guerra do Vietnã e o auge do Movimento dos Direitos Civis dos negros americanos.

 

Franklin Delano Roosevelt (1933-1945): O 32º presidente americano foi responsável por reverter a inércia de Herbert Hoover (um dos piores presidentes da história) mediante a crisa de 29 (a maior crise econômica mundial). Através do complexo New Deal, conseguiu recuperar a economia americana através do funcionarismo público e uma série de reformas e regulamentações para Wall Street, bancos etc. Foi ainda o responsável pela entrada dos EUA na Segunda Guerra Mundial.

 

Abraham Lincoln (1861-1865): Nenhum presidente viu uma maior crise interna nos Estados Unidos do que Abraham Lincoln. Durante seu mandato Lincoln conseguiu triungar mesmo sendo vitima de ataques políticos, sofrendo perdas pessoais e ainda vendo a dissolução do país, culminando com a Guerra Civil Americana. Foi ainda responsável pela Proclamação de Emancipação que proibia o fim da escravidão em território nacional.

estátua abraham lincoln

Para os presidentes mais recentes como Barack Obama, George Bush e Bill Clinton ainda é muito cedo para determinar seus legados, principalmente por posições políticas e partidárias recentes. Por isso demos destaques a figuras importantes do passado para que você conheça um pouco mais sobre a história americana para o seu intercâmbio Estados Unidos.

Bicicletas e intercâmbio em Buenos Aires, uma combinação ideal

Cada vez mais se torna consenso de que não existe melhor forma de explorar uma cidade do que pedalando em uma bicicleta. Se você pretende fazer um intercâmbio Buenos Aires e quer descobrir o que a capital porteña tem para oferecer confira o nosso post de hoje.

bicicletas buenos aires

A geografia plana da cidade de Buenos Aires aliada ao urbanismo planejado de ruas paralelas e perpendiculares faz da cidade o lugar perfeito para pedalar. Além disso, a própria prefeitura vem fazendo constantes investimentos na construção de ciclovias para fazer do sistema de transporte público algo seguro para os ciclistas. Você pode passear pela capital porteña fazendo parte dos populares passeios turísticos ciclísticos ou alugando uma bicicleta.

 

O programa Bices de Buenos Aires, criado pela prefeitura é um plano que encoraja os residentes a usar as bicicletas com mais freqüência, reduzindo o numero de veículos nas ruas e aliviando o sistema público de transportes. As ciclovias, inicialmente criticadas pelos motoristas (situação que temos visto com freqüência aqui no Brasil), se transformaram em aliadas do transito e cresceram de popularidade e tamanho, conectando a cidade com os principais pontos de interesse.

bicicleta intercambio buenos aires

Para os residentes da cidade, existe um sistema público de aluguel de bicicletas, muito semelhante ao utilizado pelas bicicletas do Itaú no Rio de Janeiro. Se você estiver estudando em Buenos Aires por um período de tempo mais curto, muitos lugares alugam bikes por hora, dia e até semana para que você possa aproveitar. Você pode também comprar uma bicicleta usada e revende-la com facilidade, uma prática que vem se tornando comum pelo número de estudantes que passam períodos limitados de tempo em Buenos Aires.

 

Além de conseguir conhecer a cidade de uma forma limpa, saudável e agradável durante o seu intercâmbio Argentina, passeando de bicicleta você evitará os transtornos do transito da metrópole e economizará seu dinheiro empregado em passagens de ônibus e metro.

Mount Rushmore, o templo da democracia americana

A democracia americana serve de modelo para diversos países ao redor do mundo, e o orgulho e patriotismo que os cidadãos sentem pela história, bandeira e os líderes do passado raramente conseguem ser igualados. Diferente de estados ditatoriais onde o culto a personalidade foi basicamente algo imposto a população, os americanos cultuam seus antigos presidentes de forma livre e independente, reverenciando-os com monumentos como o Mount Rushmore, onde em uma montanha estão estampadas o rosto de 4 líderes que representam a história, a ascensão e a determinação do país. Você pode aproveitar seu intercâmbio nos Estados Unidos para conhecer um dos principais monumentos americanos.

montanha rostos presidentes

Conhecido também como a Montanha dos Presidentes, o Mount Rushmore está localizado no estado de South Dakota, nas Montanhas Negras (Black Hills). O monumento foi idealizado pelo historiador Doane Robinson nos anos 1920, que desejava criar um atrativo turístico capaz de atrair pessoas de todo o país para o seu estado. Para isso, foi chamado o escultor Gutzon Borglum, autor da Stone Mountain, e em contato com o presidente e o senado foram arrecadados os fundos necessários para a construção.

 

Em 1927 foi dado início a construção da fabulosa escultura com o rosto de 4 homens fundamentais para a consolidação dos Estados Unidos como nação. George Washington foi escolhido por ser um dos pais da democracia americana, enquanto Thomas Jefferson foi escolhido por ter sido o autor da Declaração de Independência. Theodore Roosevelt foi honrado por ter sido responsável pela criação do Canal do Panamá, uma obra que consolidou os Estados Unidos como potência continental, enquanto Abraham Lincoln foi um pilar da união americana durante os momentos mais negros da história do país.

 

Finalizado em 1941, o monumento atrai atualmente cerca de 2 milhões de visitantes para as suas diversas atrações que não são somente os gigantescos rostos de 18 metros dos 4 presidentes americanos. Os visitantes podem ainda passear pela Avenue of Flags, onde estão representados todos os estados norte-americanos, a Presidential Trail, de 800 metros e que oferece vistas espetaculares do monte e do parque, além de um museu interativo com filmes e exibições sobre a construção a vida dos presidentes e dos idealizadores do projeto.

monte rushmore eua

Localizado no estado de South Dakota, você poderá visitar o monumento durante seu intercâmbio Estados Unidos viajando para Rapid City, SD, que está localizada a menos de 1 hora de viagem da atração e oferece conexões regulares.

Conheça o carnaval de New Orleans

Você pensa que carnaval é uma festa comemorada somente no Brasil? Então pense duas vezes. Se você deseja fazer um intercâmbio nos Estados Unidos e quer conhecer um dos melhores carnavais do mundo, New Orleans é o lugar para se visitar durante o mês de fevereiro.

carnaval new orleans

Famosa pelo French Quarter, Bourbon Street, Jazz e Saints, nada retrata tão bem a imagem da cidade na América do Norte como o fabuloso Mardi Gras, um momento de freneticismo musical, romance, loucura, paradas, festas, fantasias, cômico, diversão, tudo misturado pelas ruas da cidade e nos grandiosos bailes mascarados, onde o elegante e ridículo se misturam de forma incrível.

Assim como o nosso carnaval, o Mardi Gras pode ser um evento confuso para os marinheiros de primeira viagem. Datas que variam de ano para ano, origem religiosa e dezenas de eventos acontecendo simultaneamente em diversos lugares compõe este frenezy que faz da cidade um dos principais destinos turísticos do mundo nesta época do ano.

As festividades começam nos 12 dias que precedem a Mardi Gras, que é o ápice da festa, correspondente a terça feira (Terça feira gorda em Francês), com centenas de festas privadas, danças, bailes mascarados  e paradas na região central da cidade. A terça feira gorda é um feriado oficial de New Orleans, um dia onde metade da cidade se fantasia e outra metade assiste as paradas ao ritmo de “Throw me something Mister”, um ritmo musical que embala todos os cantos da cidade.

Anualmente o evento movimenta cerca de meio bilhão de dólares na economia de New Orleans, e por não contar com patrocínios comerciais, as paradas são organizadas por Clubes Carnavalescos responsáveis por toda a execução do evento. Os clubes levam em sua maioria nomes míticos como Aphrotide, Eros, Hermes, Pegasus e Thor, e são conhecidos como Krewes. Os desfiles contam em média com cerca de 200 membros pertencentes aos Krewes, e mais de 3 participantes que incluem membros de grupos motociclisticos, bandas, palhaços e foliões que buscam se divertir. Carros alegóricos são também uma marca registrada do carnaval de New Orleans, bem como a eleição de um Rei e uma Rainha para comandar o desfile.

carnaval nova orleans

Mesmo com a nossa vivência no carnaval brasileiro, o Mardi Gras é uma festa para ser vivida e compreendida. É uma mistura de séculos de tradições, com influência de diversas gerações de juventude (não se esqueça do grupo de universitárias bêbadas que mostram os seios se presenteadas com um cordão), e com um mix musical, cultural e de cores raramente vistos, fazendo do evento um destino ideal para você visitar durante o seu intercâmbio Estados Unidosw.

Um pouco mais sobre São Francisco

San Francisco é hoje um popular destino turístico procurado por turistas e um ótimo lugar para se ir quando você estiver fazendo seu curso de inglês nos Estados Unidos. San Francisco é uma cidade fascinante, e nela há muito o  que ver e fazer!

bondinho sao francisco
Com muitos cartões postais, a cidade encanta e surpreende:
Situada em uma península montanhosa e enevoada da Califórnia, a cidade apresenta ladeiras íngremes onde se enfileiram pitorescas casas vitorianas.
Um passeio imperdível é andar no famoso Cable Car.  Os bondinhos puxados por cabos subterrâneos dão um charme especial à cidade e são tombados pelo patrimônio histórico, mas não descuidam da segurança. O atual sistema de tração e freios foi ideia de Andrew Hallidie . Em 1869 ele testemunhou um trágico acidente envolvendo um bonde puxado a cavalos: o veículo tombou e deslizou pela íngreme rua de paralelípedos, arrastando com seu peso cinco animais para a morte. Com o sistema de cabos, hoje é possível percorrer encostas pitorescos como o da Powell-Hyde, de onde se tem as melhores vistas da cidade.
Outra curiosa atração é a Lombard Street, conhecida como a rua torta, com seu trajeto sinuoso no alto da colina Russian Hill que abriga oito curvas fechadas em apenas um quarteirão.
Outro atrativo é o Fisherman Warf,cais enorme que é o endereço do Pier 39 (um shopping que recria uma rua da virada do século), do Aquarium of the Bay e também de centenas de barulhentos leões-marinhos que a partir de 1989 passaram a se instalar ali por razões até hoje desconhecidas.
A Golden Gate Bridge que encanta por sua beleza e tamanho, ficando ainda mais charmosa em uma manhã semi-encoberta por neblina (o tradicional fog de San Francisco).
Ainda há Chinatown, tido como o maior bairro chinês fora da Ásia, o Castro, centro da famosa comunidade gay da cidade, e a ilha de Alcatraz com seu presídio desativado.
Alugar uma bicicleta em São Francisco é uma excelente opção para conhecer alguns pontos da cidade e até mesmo ir até cidades próximas. Um trajeto recomendado é ir da região do Fisherman Warf e pedalar em direção à Golden Gate Bridge. Após atravessá-la, ir até o Vista Point, para tirar mais fotos da bela vista e continuar até Sausalito, cidade próxima e costeira. De lá, pode-se retornar de balsa.

bicicletas sao francisco
Que tal, gostou? Então contacte a StudyGlobal e programe-se para fazer seu intercâmbio nos Estados Unidos. San Francisco e suas atrações fascinantes estão à sua espera.